sábado, 18 de dezembro de 2010

"Quem depois de ter conquistado tudo o que queria, iria olhar para um garoto do segundo ano do ensino médio, rodado, péssimo aluno, com conceitos egoístas e babacas?
Ah sério, nina, você sempre fez o tipo intelectual, não se rebaixa mais, por favor.
Você é universitária agora, lembre-se disso."

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Caro B*

Estou lhe escrevendo essa carta para lhe comunicar sobre o estado das suas coisas. Sim, estou com uma blusa de lã azul e uma samba canção também azul. Devolverei de certo em nosso próximo encontro.
Receio te lembrar que também possue coisas minhas, e aviso que as quero de volta.
Gostaria de receber também pelo tempo em que trabalhei por seu bem estar. Isso inclue 45 tardes as quais as horas vc deve se lembrar.
Sobre a indenização, bom, não faço idéia de quanto vale um coração. Apenas tente não quebrar o de mais ninguém. E fique com ele quebrado, lembre-se que me pertence e conserve em local discreto. Na sua estante, sugiro.
Espero que você considere acertado as vezes em que perdi de você em nossos jogos, afinal, sempre ganhavas o que eu tinha de melhor.
Te desejo tudo de bom em seus novos projetos.
Adoro a formalidade com que temos nos tratado nas últimas semanas.
Um abraço, de quem supera.
N*

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Onde é que fica o sótão?

Sempre guardei o amor q eu tinha para dar em uma caixinha. Caixinha? Na verdade era um porão inteiro, cheio d caixas. Eu entrava lá todos os dias, esvaziava uma caixa a cada momento q passava com vc.
Não me preocupei se um dia estaria cheia d caixas vazias e poeira.
Vc também não se preocupou em encher minhas caixas, em trocar nossos amores.
Estavas precisando tanto das minhas caixas q em dois meses esvaziou todas elas e quando viu q teria q enchê-las com o q vc podia oferecer, se assustou. E me deixou entre garrafas.
E hoje, no fim, eu não consigo oferecer nem um pingo d amor. Só tenho garrafas d saudades.
Ninguém gosta d caixas vazias, muito menos garrafas cheias de saudades.
Terei d bebê-las todas sozinha.
E aí? Eu terei garrafas vazias apenas?

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
"Sou somente uma alma em tentação, Em rota de colisão. Deslocada, estranha e aqui presente." Lenine (fere e rente)