sábado, 19 de janeiro de 2008

Retorno e Lembrança


Ela caminhava sem q seus pais tocassem o chão.
Ouvia a música no fundo do corredor, sabia que era ele! O único a saber tocar sua música e aos poucos, quanto mais se aproximava mais sentia seu perfume: inconfundível cheiro d lavanda!
Estava com tantas saudades e tão ansiosa para vê-lo que não podia nem respirar.
Abriu a porta sem pensar e o encontrou d costas, debruçado sobre a partitura, pronto a começar tocar novamente.
Seus cabelos compridos ondulados sempre presos, estavam um pouco maior do que quando partira.
Ela se aproximou e tocou seu ombro, ele nem sequer se surpreendeu e disse:
- Sabia que essa música te atrairia para cá!
- Eu... - tentou ela sem perceber que ainda estava de camisola e descabelada, e por um momento teve medo de ainda estar na cama sonhando.
-Não diga nada- disse ele - Eu sei o tamanho de minha ausência.
Vendo-a mecher em seus cabelos preocupada com a aparência, disse:
- Fique tranquila, já te vi acordar muitas vezes...
Ela sorriu e isso permitiu que ele se aproximasse, ela se deixou tocar pois não podia em momento algum lhe dizer não. E as saudades eram tantas que nem seu corpo aguentava, trazendo grandes dores de cabeça.
O seu beijo continuava o mesmo, seu toque tinha a mesma leveza e sua paciência parecia não ter sido abalada. De repente ela ouviu a música começar a soar novamente, sabia que era sua mente que trazia de volta todas as notas e acordes esquecidos, juntamente com o ritmo d seus compassos. Sabia q ele voltara para ficar.

Nenhum comentário:

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
"Sou somente uma alma em tentação, Em rota de colisão. Deslocada, estranha e aqui presente." Lenine (fere e rente)